sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Oração e desejo

"Está provado que a oração restaura, conforta e dá segurança a quem diariamente faz uso dela. A oração é exercício que parte da fé - uma sem a outra não funciona - . Entretanto, é comum ouvir a pergunta: "Porque Deus não responde a minha oração?"
Esta pergunta é resultado do conflito entre o desejo e uma resposta satisfatória às necessidades pessoais. Muitos - mesmo cristãos- acham que podem fazer exigências de Deus!
Quanto às nossas necessidades primarias - sustento e abrigo - Deus é misericordioso e responde positivamente às nossas orações. Todavia, muitas vezes confundimos necessidades com desejos, e é exatamente neste ponto que normalmente excedem o que precisamos, desejamos mais do que que podemos administrar, a ponto de a satisfação dos nossos desejos aumentar ou diminuir nossa auto-estima.
O desejo é uma ansiosa procura por aquilo que se considera produzir segurança pessoa, conforto e proteção. O desejo sempre busca a satisfação íntima e a felicidade pessoal.
Quando Jesus disse: "O que vocês pedirem em meu nome, eu farei." (Jo 14:14), Ele estava estendendo seu poder a um pequeno grupo que assumiria a responsabilidade pelo Reino de Deus. Usar essas palavras de Jesus para reivindicar o direito de respostas positivas para seus desejos é negar o senhorio dEle sobre a própria vida. A Bíblia nos alerta a esse respeito dizendo: "Vocês pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres." (Tg 4:3)
Se alguém quer realmente aprender a orar, precisará abrir mão de si mesmo em primeiro lugar. Em seguida deverá considerar o Reino de Deus como prioridade em sua vida. Por último, precisará ser um cristão cuja obediência a Jesus seja vista e conhecida por todos que o cercam.
Quando a submissão a Jesus é a prioridade em nossa vida, sempre recebemos mais do que esperamos."

Pão Diário.

Um comentário:

  1. Olá. Achei seu blog muito legal. Visite o meu: www.pentasio.blogspot.com

    ResponderExcluir